É permitido envelopar veículos? Descubra agora mesmo!5 minutos de leitura

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Índice do conteúdo:

É permitido envelopar veículos? Essa técnica de envelopamento de veículos vem sendo cada vez mais utilizada ultimamente para substituir a pintura.

Para quem ainda não sabe, essa técnica consiste em aplicar uma espécie de película fina sobre todo o carro ou somente uma parte.

O objetivo do envelopamento é esconder arranhões ou apenas para mudar as características do carro.

Sendo considerado um método mais em conta do que a pintura. No entanto, ainda há muitas pessoas que não sabem se é permitido por lei aplicar o envelopamento em seus veículos ou se gera alguma multa.

Assim sendo, caso esteja curioso para descobrir, continue lendo esse conteúdo!

É permitido envelopar veículos
É permitido envelopar veículos? Foto: Pixabay

É permitido envelopar veículos?

Diversos indivíduos que desejam proteger a pintura de seu veículo contra arranhões e poeira, esconder pequenas avarias na pintura original ou até mesmo mudar a cor do veículo, utilizando envelopamento.

Basicamente, a prática de envelopar os veículos surgiu nos Estados Unidos, em meados da década de 90. E, com o passar do tempo, os brasileiros começaram a utilizar esse método também.

Atualmente, o envelopamento é uma opção mais econômica em relação a pintura do veículo, e ainda pode fornecer diversos outros benefícios e vantagens.

Incluindo a proteção contra a exposição direta aos raios ultravioletas, que podem acabar danificando a pintura do carro e esquentando a lataria.

Mas, afinal, as leis brasileiras de trânsito permitem envelopar veículos? Bem, apesar da lei permitir envelopar veículos, no entanto, é importante o indivíduo ficar atento quanto alguns fatores.

Por exemplo, caso você tenha envelopado mais da metade de seu carro com cores diferentes da original.

Então, você deverá regularizar a documentação do veículo no DETRAN, e solicitar a alteração da cor do veículo no Certificado de Registro de Veículo (CRV) e evitar multas.

Isso porque, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), se você estiver dirigindo um carro que tenha as suas características originais alteradas e não informar o DETRAN, será  considerado como uma infração grave.

Podendo acarretar em uma multa de R$ 195,00 e cinco pontos na carteira nacional de habilitação.

Em algumas ocasiões, as autoridades poderão até mesmo apreender o seu veículo.

Envelopamento de veículos
Envelopamento de veículos. Foto: Pixabay

Qual o melhor material para envelopamento de carros?

O mercado possui, atualmente, três tipos de materiais para envelopamento que são os mais utilizados.

 Em primeiro lugar está o envelopamento de vinil, que é considerado o melhor, pois evita manchas, possui mais durabilidade, fornece proteção e conta com diferentes acabamentos, cores e texturas.

Além disso, existem algumas variações de material, como o PVC vinil ou até mesmo fibra.

Em seguida está o poliuretano, uma técnica que garante ainda mais proteção e resistência ao veículo.

O envelopamento de poliuretano é totalmente transparente, ou seja, você não poderá trocar a cor do veículo.

Por último está o envelopamento líquido, que é considerado uma técnica mais recente em relação às anteriores e tem ganhado cada vez mais o seu espaço.

Pois, esse tipo de envelopamento é feito com tinta, fornecendo uma maior proteção contra os raios ultravioletas.

Quantos metros se gasta para envelopar um carro?

Muitas pessoas possuem dúvidas sobre a quantidade de material que se gasta para envelopar um veículo.

 No entanto, é válido ressaltar que a quantidade de metros que gasta para envelopar um carro irá depender do modelo do carro.

Bem como as suas características e quanto o proprietário quer que seja envelopado.

Por exemplo, para envelopar por completo um Celta, será necessário cerca de 10 a 12 metros de material.

Ou seja, para cada carro se usa uma quantidade de material.

Quanto custa para envelopar um veículo?

Você sabia que envelopar um veículo custa 70% mais barato do que mandar pintá-lo?

Sendo também muito mais rápido para aplicar a película do que para pintá-lo.

Em média, o valor de um envelopamento completo pode custar de R$ 1.800 até R$ 5.000, dependendo do veículo.

Como dito anteriormente, a película não prejudica a pintura original do seu carro.

Pelo contrário, ela serve como uma espécie de proteção é você poderá removê-la quando quiser, sem causar danos ao veículo.

No entanto, para obter um resultado satisfatório, será necessário aplicar o envelopamento por profissionais inteiramente especializados.

A Rikin Film é uma empresa completamente especializada nesse tipo de serviço no Rio de Janeiro, e conta com um time de profissionais qualificados que estão aptos para realizar um excelente envelopamento no seu veículo!

Conclusão

Assim sendo, se você quer envelopar o seu veículo, deverá estar de acordo com as leis do DETRAN.

Caso você tenha envelopado o seu carro com uma cor diferente da original, você deverá atualizar as características do veículo no CRV.

Caso contrário, você será multado. O envelopamento é uma alternativa bastante eficaz para a pintura.

 Pois, além de ser uma opção mais em conta, também acaba fornecendo uma variedade de benefícios para o veículo.

 Portanto, caso esteja considerando envelopar o seu veículo, não deixe de conferir a empresa Rikin Film, que presta um serviço de qualidade.

E, caso ainda possua alguma dúvida, deixe o seu comentário aqui no Guia 4 Rodas!

Avalie este artigo

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.