Placas de trânsito: quais são os seus significados?8 minutos de leitura

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Índice do conteúdo:

Para possuir a CNH (carteira nacional de habilitação – saiba como fazer) deve-se passar por um curso teórico onde são explicadas as principais placas de trânsito e seus significados, para que o aluno ao trafegar nas vias públicas como as ruas e as rodovias por exemplo tenha em mente o significado respectivo de cada uma. Ainda é disponibilizado um material didático com todas as placas que compõe a sinalização vertical no território nacional.

Para que servem as placas de trânsito?

As placas de trânsito têm o propósito de informar, advertir, orientar e regulamentar o trânsito na via. No quesito segurança as placas de trânsito, que são um componente da sinalização, merecem uma posição de destaque no tema. Já que devido a elas podemos além de outros diversos fatores podemos ter a clareza da velocidade máxima, e automaticamente da mínima, que é sempre a metade da velocidade máxima.

Tomamos conhecimento também da existência de pontes, curvas acentuadas, de obras na pista, a existência de hospitais, escolas e entre outras coisas. Todas estas orientações, sem sombra de dúvida, salvam muitas vidas. Da mesma maneira a falta de sinalização pode comprometer drasticamente a segurança na via.

Placas de trânsito
Placas de trânsito: PARE. Foto: Pixabay

Podendo ser dos mais variados tipos as placas de transito dividem em dois grandes grupos que são na realidade diferenciados de acordo com a sua posição em relação ao ponto onde foram colocadas ou desenhadas. Elas podem ser de:

  • Sinalização horizontal, que são as orientações escritas ou desenhadas sobre o pavimento da via da pista de rolamento. São alguns exemplos: a velocidade máxima permitida, indicação da posição correta para dobrar a direita ou a esquerda, ou ainda simplesmente palavras como “devagar” ou “pare”.
  • Sinalização vertical, que são as placas propriamente ditas, sinalizações semafóricas, ou outras que podem estar tanto ao lado da pista de rolamento quanto suspensa sobre ela. As placas de sinalização podem ser de regulamentação, de advertência ou ainda de indicação.

Perguntas Frequentes

Quais são as placas de regulamentação?

As placas de regulamentação são aquelas que normalmente informam as condições, obrigações, proibições ou restrições na utilização das vias públicas. Constituem-se de mensagens imperativas, aquelas que devem ser cumpridas ou seguidas e seu desrespeito constitui infração, sendo passível a aplicação de multa e em alguns casos mais graves como a suspensão da carteira e ao cometer um crime de trânsito pode levar a cassação da CNH.

A maioria das placas de regulamentação possui a forma redonda com exceção da placa de “pare” que possui formato octogonal, e a placa “de a preferência” que tem o formato de um triangulo apontado para baixo. As cores padrão são as bordas vermelhas, fundo branco e escritas em preto, novamente com a exceção da placa de pare, que possui a escrita em branco. A categoria contém 31 placas.

Entre os exemplos de placas dessa categoria podemos citar as placas de velocidade máxima permitida na via, placas que regulamentam o estacionamento (permitido estacionar, proibido estacionar, proibido parar e estacionar), placas que indicam a proibição de dobrar a direita, a esquerda ou seguir em frente.

Quais são as placas de sinalização de obras?

São as placas que advertem o usuário de que no trecho a frente pode haver mudanças na maneira de circulação dos veículos devido a realização de trabalhos nas pistas de rolamento ou ao redor delas. Fazem parte do grupo das placas de advertência. Mas devido a fugirem da característica geral das placas de advertência, que tendem a ser amarelas com as figuras em preto, as placas que indicam obras na pista possuem a coloração laranja com as escritas ou figuras em preto.

Elas devem ser colocadas em um ponto da pista a uma distância equivalente em metros a velocidade máxima permitida da via, isso em condições normais. Já em situações adversas de clima como chuva, cerração ou neblina densa, essa distância deve ser dobrada.

Possibilitando dessa maneira que o motorista tenha tempo de reação, seja para fazer o contorno, reduzir a velocidade de rodagem ou parar por completo o veículo. Não se tem um número aproximado exato da quantidade de placas que se enquadram nessa categoria.

Quais são as placas de advertência?

As placas de advertência são aquelas que tem como o objetivo principal orientar o motorista ou os outros usuários da via para a existência de circunstâncias perigosas que podem ser obstáculos ou maquinas sobre a pista ou próximo a ela, as placas de advertência visam alertar o motorista dos perigos que irá encontrar adiante.

A forma padrão para quase todas as placas de advertência é um quadrado inclinado para o lado, muitas pessoas confundem esta forma com um losango de maneira errônea. A cor padrão é o fundo amarelo com a borda, escritas e figuras em preto. Da mesma maneira que as placas que indicam obras na pista, devem ficar a uma distância equivalente em metros a velocidade máxima permitida na via.

Existem exatamente sessenta placas nessa categoria atualmente. São alguns exemplos de placas pertencentes a esta classe as placas que indicam as curvas da via, como curva acentuada a direita, curva acentuada a esquerda, curva a direita, curva a esquerda, pista sinuosa a direita, pista sinuosa a esquerda. Ou sobre condições existentes na via, como a possível projeção de cascalho ou a incidência de ventos fortes.

Quais são as placas educativas?

As placas educativas têm por finalidade conscientizar os motoristas e usuários da via, para assim aumentar de maneira eficiente a segurança da via de modo geral, tanto para os pedestres como para os condutores que trafegam por ela. Geralmente é composta por elementos que tem como finalidade reforçar normas gerais de trânsito e direção defensiva. A sub categoria tem um total de vinte e duas placas. O formato padrão é um retângulo de lado, com as bordas pretas, fundo branco e as figuras e escritas na cor preta.

Quais são as placas de serviços auxiliares?

As placas de serviços auxiliares indicam aos usuários das vias alguns serviços que serão disponibilizados a diante. Elas são de responsabilidade do órgão que possui circunscrição sobre a via, após solicitada pelos proprietários dos estabelecimentos que possuírem suas entradas e saídas devidamente identificadas, nas formas regulamentadas pelo CONTRAN (Conselho nacional de trânsito).

As placas de serviços auxiliares possuem um formato retangular padrão, com fundo azul, borda branca e figuras e escritas em preto. A quantidade de placas dessa espécie é de um total de vinte e cinco placas.

Quais são as placas de atrativos turísticos?

As placas de atrativos turísticos também conhecidos como placas de indicação e destino, tem como encargo indicar, educar e identificar as distâncias e os destinos ou locais de interesse aos usuários das vias. O seu principal objetivo é de orientar sobre a direção e distancia para o desfrute de pontos turísticos dos mais variados. Como praias, montanhas, mirantes, entre outros.

O formato padrão é um retângulo com fundo marrom, bordas e fundo dos desenhos brancos e escritas e gravuras em preto. Possuem aproximadamente noventa e cinco placas nesta categoria.

As placas de trânsito podem evitar acidentes?

Sem sombra de dúvida, em uma via onde não se encontram placas advertindo para curvas acentuadas, pista sinuosa, pontes, tuneis ou outros elementos que representam perigos muitas vezes é inviável ao motorista prever as condições adiante, se esta for sua primeira vez trafegando na via.

Sem saber das condições seria impossível reduzir a velocidade de maneira segura, ou seja, sem freadas bruscas, o que pode levar o motorista a perder o controle sobre o veículo aumentando consideravelmente o risco de acidentes. Este é apenas um exemplo de onde a existência de placas de trânsito pode reduzir ou evitar acidentes.

Mas além da existência da sinalização da via, torna-se necessário a conscientização dos motoristas para que dirijam dentro do limite de velocidade estipulado na via, não ultrapassem em locais onde seja proibida a ultrapassagem assim não comprometendo a sua própria segurança e dos demais usuários da via.

Avalie este artigo

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Ao utilizar este site, você concorda com o uso de cookies.